sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

1 João Hélio : Impunidade bem a cara do Brasil.

Publicado pela Mamãe Glória Perez,segue abaixo o ponto de vista dela,sobre a liberdade do assassino do pequeno João Hélio,morto em 2007.Mãe de Daniella,conhecendo bem a impunidade do país,ela desabafa em nome dos brasileiros silenciados pela violência.


Depois de participar de um dos mais bárbaros assassinatos de que se tem notícia: arrastar uma criança num carro roubado, despedaçando seu corpo por 5 kilômetros, e de tentar cometer novo homicídio, o "promissor" Ezequiel completa 18 anos e recebe o upgrade:

sob proteção da justiça brasileira, vai mudar de nome, de estado, quem sabe até de país -a Suiça é uma de suas probabilidades. Será acompanhado por psicólogos e cercado de cuidados por uma ONG!!

E Helcio e Rosa, esses pais feridos e desesperados? o que foi que a Justiça fez por eles? nem ONGS nem psicólogos, muito menos oferta para tentarem colar, na Suiça, os cacos de suas vidas despedaçadas!

Você pode ver a publicação original no blog da Mamãe Gloria,Clicando AQUI.

Um comentário:

Guillermo disse...

Eu conheci a mãe dele quando fui fazer o Criança Esperança 2008, ela chorou tanto, também só de morrer um filho já é triste demais, imagina saber o tanto que ele sofreu antes de morrer e os juízes que aplicam as leis, parecem que nunca se lembram de fazer cumprir essas leis, sempre soltam as cordas nas brechas das leis e os maus elementos continuam soltos pra aterrorizar a gente, é um tormento!
Depois não querem que o povo faça justiça com as próprias mãos, é o jeito, já que quem deve prender, solta esses MONSTROS, porque isso não é gente, pra mim é um Monstro não identificado, como se fosse uma mutação genética.
Sinto vergonha de saber que aqui no meu país, se consegue tudo, até a liberdade de um assassino que deveria ter prisão perpétua, é uma vergonha e muito triste, mas Deus é Pai e algum dia, eu acredito que tudo pode mudar, depende também da gente, certo !
Muita Luz pra mãe dele e que nosso Deus abençoe todos nós...
Guillermo