quinta-feira, 20 de agosto de 2009

2 "DIREITO" DE NÃO FALAR COM A POLICIA.

Tendo confessado, ao ser confrontado com a adulteração da placa de seu carro, Guilherme de Pádua reinvindicou o direito de não ser mais interrogado pela polícia e só falar em juízo

Assim, durante os 5 anos em que aguardou o julgamento, testou as mais variadas versões, através da imprensa

É mais uma excentricidade das nossas leis penais: assassinos tem direito de nao falar com a polícia e inteira liberdade para dizer o que quiserem através da imprensa: nem processá-los se pode -segundo nosso código, o acusado pode mentir o quanto quiser, sem consequências. Inclui se isso no "direito de defesa"!!!

2 comentários:

Jéh - disse...

É RIDICULO QUE UM ASSASSINO RIDICULO DESSE TENHA DIREITO DE QUALQUER COISA.. SÓ NO BRASIL MESMO.. IMPOSSIVEL DE ACEITAR..

Pri disse...

é amiga,é muito mais que ridiculo que esse assassino cruel,psicopata desgraçado tenha algum direito na vida.. acho que nem a vida ele não deveria ter direito,ele não merece viver..